Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Processo de Bolonha
 Fatos Relacionados com o Processo de Bolonha.
 
Data Fato Fonte
1951
 
Tratado econômico, assinado em Paris, chamado de “Comunidade Européia do Carvão e do Aço” (CECA). (Alemanha, Bélgica, França, Itália, Luxemburgo e Holanda (Formação da Comunidade Européia)
 
(AZEVDEO, 2006, p. 7)
1957
 
Tratados em Roma. Assinado por Alemanha, Bélgica, França, Itália, Luxemburgo e Holanda.
“Comunidade Européia de Energia Atômica” (CEEA).
“Comunidade Econômica Européia” (CEE)(Entrando em vigor a partir de 1958)
 
(AZ\EVEDO, 2006, p. 7)
1988
 
Programa ERASMUS: programa de bolsas para que estudantes europeus cursem um semestre em outro país. (Processo de Bolonha)
 
HORTALE e MORA (2004, p. 951)

1992

 
“Tratado de Maastricht, governantes de doze países acordam uma nova etapa para a integração da Europa, que passou a se chamar de “União Européia” (UE) em vigor a partir de 1993
(Formação da Comunidade Européia)
 
(AZ\EVEDO, 2006, p. 8)

 1994/abril

 
Acordo Geral sobre Comércio e Serviços (AGCS)
 
 
1995/janeiro
 
Criação da OMC
 
(DIAS, 2003,)
1997/abril
 
Convenção de Lisboa (Convenção sobre reconhecimento das qualificações concernentes a Educação Superior na Região Européia). Estabelecendo regras gerais para equivalência dos estudos universitários. (Processo de Bolonha)
 
GOMEZ
1998/abril
 
Tentativa da aprovação na Organização de Cooperação e Desenvolvimento Econômico, (OCDE), em Paris, do Acordo Multilateral sobre Investimentos (AMI). “Este, sob o pretexto de garantir os investimentos das multinacionais, de fato, criava tais constrangimentos aos países emdesenvolvimento que ousassem se opor a uma destas companhias”, Bloqueado pelos franceses em defesa do cinema francês
 
(DIAS, 2003, p. 820)
1998/maio
 
“Declaração de Sorbonne” assinada por Ministros de Educação de França, Alemanha, Itália e Reino Unido, reunidos em Paris
Desenvolver um espaço Europeu de Educação Superior vinculado e apoiando os mercados econômicos, comerciais e financeiros da União Européia. (Gómez) (Processo de Bolonha)
 
HORTALE e MORA (2004, p. 944)
1998/maio
 
Conferência Mundial sobre o Ensino Superior (CMES) promovida pela UNESCO, em Paris. Aprova a reivindicação da exclusão do ensino superior do AGCS. A Educação Superior é um bem público (Processo de Bolonha)
 
(DIAS, 2003, p. 823)
1998
 
Comissão Européia publicou documento recomendando o estabelecimento de sistemas nacionais de garantia de qualidade bem como a estruturação de algum tipo de coordenação em nível europeu (Processo de Bolonha)
 
HORTALE e MORA (2004, p. 953-4)
1998 /setembro/24
 
Conselho da União Européia recomenda criar práticas para cooperação em favor da qualidade do Ensino Superior, dando destaque para a acreditação  (Processo de Bolonha)
 
(Gómez)
1998/setembro/28
 
Magna Carta Universitatum reitores de universidades européias, em Bolonia, assinam acordo com o propósito de se apoiarem mutuamente para melhorar a qualidade de seus programas, sem restringir a autonomia universitária  (Processo de Bolonha)
 
Gómez
1999/junho
 
“Declaração de Bolonha” (p. 944 assinada por 29 ministros de Educação europeus (não somente os ministros da UE, mas também de outros países europeus) (Processo de Bolonha)
 
HORTALE e MORA (2004, p. 944 )
1999
 
Criada a European Network for Quality Assurance in Higher Education (ENQA) [...]”o objetivo é desenvolver a confiança mútua entre as diferentes agências, para que cada uma delas tenha segurança do que a outra realiza e que, no futuro, o reconhecimento da qualidade de uma instituição de educação superior realizado por uma agência possa ser aceito pelo conjunto das agências européias.”  (Processo de Bolonha)
 
HORTALE e MORA (2004, p. 953-4)
2001/maio
 
Em Praga. reunião dos ministros da educação (Processo de Bolonha)
 
Gomez
2002/julho/17
 
O Conselho da União Européia com o Parlamento Europeu publicou a "Propuesta de decisión para establecer un programa de cara a la mejora de la calidad de la enseñanza superior", (Processo de Bolonha)
 
Gomez
2003/Setembro
 
Reunião de Ministros da Educação (Processo de Bolonha)
 
 
2004/maio/01
 
Integração da União Européia, cotando com 25 países. (Formação da Comunidade Européia)
 
 
2004 (confirmar)
 
Associação Internacional das Universidades (com sede em prédios da UNESCO em Paris) em conjunto com a Associação das Universidades e Faculdades do Canadá (AUCC), com o Conselho Americano de Educação (ACE) e com o Conselho de Acreditação de Educação Superior (CHEA). Publica documento  defendendo que a internacionalização não pode ferir o princípio que a educação é um bem público. (Processo de Bolonha)
 
(AZ\EVEDO, 2006, p. 9-10)
2006
 
UNESCO e OCDE publicam documento “Directrices en materia de calidad de la educación superior a traves de las fronteras” (Processo de Bolonha)
 
(AZ\EVEDO, 2006, p. 9-10)
 
 

Referência Bibliográfica

HORTALE, Virginia Alonso e MORA, José-Ginés. Tendências das reformas da educação superior na Europa no contexto do processo de Bolonha. Educação e. Sociedade., out. 2004, vol.25, no.88, p.937-960. ISSN 0101-7330. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v25n88/a14v2588.pdf

DIAS, Marco Antonio Rodrigues. Comercialização no ensino superior: é possível manter a idéia de bem público?. Educação e . Sociedade., set. 2003, vol.24, no.84, p.817-838. ISSN 0101-7330. Disponível em http://www.scielo.br/pdf/es/v24n84/a05v2484.pdf

AZEVEDO, Mário Luiz Neves de. A integração dos sistemas de educação superior na europa: de Roma a Bolonha ou da integração econômica à integração acadêmica. 29 Reunião Anual da ANPED. 2006. 18 p. Disponível em http://www.anped.org.br/reunioes/29ra/trabalhos/trabalho/GT11-2449--Int.pdf

 

Site criado com o sistema Easysite Acadêmico da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA